mike freeman binary options estratégia m5 opções binárias binary option hoax terminologia de opções binárias o que é mercado de opções binárias e forex eod binary options signals opções binárias com satoshis
Em 1 mês, número de mortes por Covid-19 mais que dobra em Natal, afirma Sesap

O número de mortes por Covid-19 mais que dobrou em Natal entre fevereiro e março. Dados da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) mostram que, entre os dias 1º e 10 de março, a capital potiguar registrou 70 óbitos provocados pelo novo coronavírus. No mesmo período do mês passado, foram 33 mortes, ou seja, menos da metade.

Em todo o mês de fevereiro, Natal registrou 100 mortes por Covid-19. Isto é, em apenas 10 dias de março, a capital potiguar já tem 70% de todos as mortes provocadas pelo novo coronavírus no mês anterior inteiro. No total, em 1 ano de pandemia, Natal tem 1.484 vítimas da Covid-19 de acordo com a Sesap.

Com isso, já é possível afirmar também que os 10 primeiros dias de março representam, em número de mortes, o segundo pior momento da pandemia em Natal. Apenas em julho de 2020 a situação foi pior. Naquele mês, segundo a Sesap, entre os dias 1º e 10, foram 90 mortes provocadas pela Covid-19 na maior cidade do Rio Grande do Norte.

A capital foi a principal responsável por puxar a alta de mortes no Rio Grande do Norte. A cidade responde hoje por mais de um terço das mortes em todo o Estado. Considerando todos os 167 municípios, foram 198 óbitos entre 1º e 10 de março. Em fevereiro, foram 85 (sendo mais de um terço também em Natal).

Os dados contrastam com as recentes declarações do prefeito Álvaro Dias (PSDB). Nesta quarta-feira 10, em audiência de conciliação no Tribunal de Justiça (TJRN), o prefeito chegou a afirmar – sem apresentar números – que a situação da pandemia agora estaria “muito mais confortável” que em 2020.

“A nossa situação é muito mais confortável do que era no ano passado. Vencemos a pandemia sem toque de recolher”, disse o gestor da capital, ao criticar as medidas restritivas decretadas pelo Governo do Estado no último dia 5 – entre eles, um toque de recolher que restringe a circulação de pessoas das 20h às 6h, na semana, e em tempo integral aos domingos. A medida vale até o próximo dia 17.

Os dados sobre as mortes em Natal foram divulgados pela vereadora Divaneide Basílio (PT). O Agora RN confirmou as informações junto à Secretaria Estadual de Saúde. Pelas redes sociais, a parlamentar enfatizou que, neste mês, a média tem sido de 7 mortes por dia na capital potiguar.

“Esse cenário só reforça a necessidade da Prefeitura aderir a um Pacto pela Vida e adotar as medidas restritivas de isolamento decretadas pelo Governo do RN. Se continuarmos nesse ritmo de morte/dia, poderemos terminar este março – que se desenha como o pior mês da pandemia, com cerca de 217 vidas perdidas para o coronavírus em Natal. Não dá para conciliar com a morte. É preciso ser intransigente na defesa da vida do povo de Natal”, escreveu a vereadora, pelo Twitter.

Sabe a Natal de "calmaria" que "superou a pandemia" do Prefeito Álvaro Dias?

Matou 7 pessoas por dia nessas primeiras duas primeiras semanas de março.

Segundo os dados dos Boletins Epidemiológicos da Sesap, de 1 a 10/03, foram registrados 70 óbitos na capital potiguar*. + pic.twitter.com/TJECYWRXzI— Divaneide Basílio (@diva_vereadora) March 11, 2021

SMS conta apenas óbitos de residentes em Natal

Ao Agora RN, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) afirmou que, pelos seus cálculos, o número de mortes é menor. A pasta enfatizou que considera apenas os óbitos de casos confirmados na cidade. Pacientes de outras cidades que são transferidos para Natal e morrem na capital não são contabilizados pela SMS.

Com isso, segundo o boletim epidemiológico da secretaria municipal, no total, Natal tem 70 óbitos a menos (no período de 1 ano): 1.379 desde o primeiro registro. Em março, os números foram atualizados pela última vez no dia 8. Até então, eram 23 mortes no mês, de acordo com a SMS.

A SMS não quis comentar a metodologia empregada pela Sesap, que considera o total de mortes registradas na cidade, seja de moradores da capital ou não.

Em entrevistas recentes, o secretário municipal de Saúde, George Antunes, atribuiu o aumento no número de casos de Covid-19 em Natal à desobediência da população às medidas preventivas recomendadas pelas autoridades, como distanciamento social e uso de máscaras.

“A população precisa entender qual é o seu papel nisso tudo. Podemos dividir a responsabilidade dessa situação em 20% para o poder público, seja municipal, estadual ou federal, e 80% para a população. A situação estava controlada, tanto no interior quanto na capital. Das eleições para cá, o que vimos foi um afronte, uma desmoralização do poder público e atentado à saúde pública”, disse o secretário em entrevista ao programa 12 em Ponto, da 98 FM, no último dia 25.

Casos

O mês de março também tem registrado um aumento no número de novos casos confirmados da Covid-19. Nesta quinta-feira 11, segundo a Sesap, a cidade ultrapassou a marca de 50 mil diagnósticos da doença. Agora, são exatamente 50.072 contaminados pelo novo coronavírus desde março do ano passado.

Apenas entre 1º e 10 de março, foram confirmados 2.970 casos da doença só na cidade. No mesmo período de fevereiro, foram 1.948.

Pelas contas da SMS, porém, o número é até maior. Até o dia 8 de março, eram 51.495 casos confirmados da doença na cidade, segundo a pasta.

Mortes por Covid-19 em Natal

2020*
Abril: 2
Maio: 9
Junho: 63
Julho: 90
Agosto: 25
Setembro: 8
Outubro: 4
Novembro: 7
Dezembro: 23

2021*
Janeiro: 31
Fevereiro: 33
Março: 70

Total de mortes em 11/03/2021: 1.484
Total de casos confirmados em 11/03/2021: 50.072

*Entre os dias 1º e 10 de cada mês.

Fonte: Sesap

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *