A Governadora do RN, Fátima Bezerra já pensa em seguir a ideia do Presidente Jair Bolsonaro; assim, como Wellington Dias,(PT) Governador do PI e Doria Governador de SP

A governadora Fátima Bezerra (PT) fez duras críticas ao pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, na última terça-feira (24), repudiando a decisão de pensar na parte econômica em meio à pandemia de coronavírus, quando ele sugeriu a retomada das atividades econômicas no país.

Já nesta quinta-feira, 26, Fátima resolveu falar sobre a economia. Isso porque comerciantes de Natal realizaram protesto pedindo a reabertura do comercio e a volta aos postos de trabalho. O temor é que a decisão de fechar tudo “lockdown” causasse uma revolta generalizada em todo o estado.

https://twitter.com/fatimabezerra/status/1243177217745698817

No Twitter, a governadora tentou amenizar a situação: "O novo coronavírus é um adversário a ser vencido com bom senso e união. A prioridade é proteger a vida das pessoas, sem esquecer da economia. Uma coisa não exclui a outra".
E reforçou: "É hora de somar forças contra o coronavírus, seus impactos humanitários e econômicos. O momento exige participação de todos os poderes, todas as instâncias federativas e de toda a sociedade".

Assim, como Fátima Bezerra, Wellington Dias, Governador do PT,do Piauí critico o posicionamento do Presidente, volta atrás também e agora adere a visão do presidente.

Que deve lutar e as lojas devem abrir e pensar na economia. E não parou por aí, Até Dórias tentou aí fazer um circulo político, Criticou bastante o Bolsonaro e agora, volta atrás e diz que "Todas as fabricas do Estado,deve voltar, não podemos ter um colapso na economia,difícil, mas essa é uma decisão do Governo de São Paulo.

Já o Governador do Piauí, Wellington Dias, diz " Para ficar claro, até segunda feira,30, não mudará nada, após a segunda, vamos analisar a situação do Piauí" O Governador pretende reabrir o comercio para não criar "colapso" na economia e o desemprego no Estado.

NOSSA OPINIÃO:
"Devemos seguir todas as recomendações do Ministério da Saúde. Vamos evitar aglomerações, mas os comércios deve voltar a funcionar.

As lojas, lanchonetes, restaurantes e similares, devem abrir as portas novamente. Ninguém vive sem ganhar seus salários, muitos deles, o que ganha durante o dia, come a noite, no entanto, os comércios devem tomar medidas de aglomeração. Proibir qualquer tipo eventos, como, festas, jogos,passeios em praças, casas de show, entre outros. Outra medida, seria conscientização; se não está trabalhando, fique em casa.

As pessoas que estão no grupo de risco, evitar acesso aos locais públicos e continuar tomando todas as medidas de orientação pelo Ministério da Saúde, só assim, conseguiremos enfrentar (com muita luta), o coronavírus."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *